sábado, 23 de fevereiro de 2013

TPM – Tensão Pré-Menstrual


A TPM (tensão pré-menstrual) é um conjunto de sintomas físicos, psicológicos e emocionais que muitas mulheres sentem, geralmente de 1 a 2 semanas antes do ciclo menstrual.

Durante cada ciclo menstrual, o organismo da mulher sofre importantes modificações no nível de seus hormônios sexuais, especialmente estradiol e progesterona.

Tais modificações hormonais podem causar efeitos físicos e psicológicos, tais como: alterações de humor, sensibilidade nos seios, dor de cabeça, ansiedade, insónia e outros.

Causas da TPM
A causa mais comum da TPM está relacionada às alterações bioquímicas nos níveis dos hormônios sexuais estrogênio e progesterona. Essas oscilações hormonais podem causar retenção de líquido e de sal no organismo.

Deficiências vitamínicas (como de vitamina B6) ou de ácidos graxos (como o ácido linoléico); assim como hábitos alimentares, estilo de vida, ausência de atividades físicas e stress também podem estar relacionados aos sintomas. Isso por que, ao se fazerem complementações vitamínicas e mudanças no estilo de vida, foram observadas melhoras nos sintomas da TPM.

Sintomas da TPM
As condições para o surgimento dos sintomas são múltiplas e variam em cada organismo:

- Depressão e pensamentos negativos
- Ansiedade, tensão, nervosismo, excitação
- Fraqueza afectiva, tristeza repentina, choro fácil, sentimento de rejeição
- Raiva ou irritabilidade persistente, aumento dos conflitos interpessoais
- Dificuldade de concentração
- Cansaço, fadiga fácil, falta de energia
- Acentuada alteração do apetite
- Distúrbios do sono
- Sensação de estar fora do próprio controle
- Inchaço e/ou sensibilidade mamária aumentada
- Dor de cabeça
- Dores musculares
- Ganho de peso ou sensação de inchaço

Tratamento da TPM
Por se tratar de uma síndrome, não existe tratamento 100% eficaz já que os sintomas variam muito para cada mulher. Entretanto, existem medidas que ajudam muito:

- Como a TPM está ligada à ovulação, muitas mulheres podem se beneficiar do uso da pílula anticoncepcional (que suspende a ovulação).
- Opte por alimentos mais saudáveis, incluindo na sua dieta mais verduras e frutas, além de praticar actividades físicas.
- Desintoxicação do fígado. O objectivo da desintoxicação é evitar um desequilíbrio nos níveis hormonais, principalmente entre o estrogênio e a progesterona. As funções metabólicas do fígado são muitas: ele está directamente envolvido no metabolismo dos carboidratos, gorduras e proteínas, além de armazenar vitaminas e minerais na produção de colesterol e hormônios.
-A desintoxicação inclui aumento da ingestão de líquidos, fibras, frutas e vegetais. Além disso, deve-se evitar a ingestão de alimentos que aumentam a formação de toxinas, como carnes gordurosas, açúcar, álcool e cafeína em excesso.
- Experimente suplementos multivitamínicos; ou opte pelos específicos, como vitamina B6, cálcio, óleo de prímula, magnésio, ginkgo biloba, proteína de soja, isoflavonas e vitamina E.
- Auto percepção, auto-conhecimento e ajuda mútua são pontos básicos para se resolver os conflitos gerados pela TPM, trazendo melhora significativa na qualidade da vida pessoal, profissional, familiar e social.


Fonte: TPM - Tensão Pré-Menstrual | Planeamento Familiar

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Objectivo Mínimos da Ed.Sexual (por Ciclo)

1.º ciclo (1.º ao 4.º anos)

- Noção de corpo;

- O corpo em harmonia com a Natureza e o seu ambiente social e cultural;

- Noção de família;

- Diferenças entre rapazes e raparigas;

- Protecção do corpo e noção dos limites, dizendo não às
aproximações abusivas.


2.º ano
- Para além das rubricas incluídas nos programas de meio físico, o professor deve esclarecer os alunos sobre questões e dúvidas que surjam naturalmente, respondendo de forma simples e clara.


3.º e 4.º anos
- Para além das rubricas incluídas nos programas de meio físico, o professor poderá desenvolver temas que levem os alunos a compreender a necessidade de proteger o próprio corpo, de se defender de eventuais aproximações abusivas, aconselhando que, caso se deparem com dúvidas ou problemas de identidade de género, se sintam no direito de pedir ajuda às pessoas em quem confiam na família ou na escola.


2.º ciclo (5.º e 6.º anos)
- Puberdade — aspectos biológicos e emocionais;

- O corpo em transformação;

- Caracteres sexuais secundários;

- Normalidade, importância e frequência das suas variantes
biopsicológicas;

- Diversidade e respeito;

- Sexualidade e género;

- Reprodução humana e crescimento; contracepção e
planeamento familiar;

- Compreensão do ciclo menstrual e ovulatório;

- Prevenção dos maus tratos e das aproximações abusivas;

- Dimensão ética da sexualidade humana.


3.º ciclo (7.º ao 9.º anos)
- Dimensão ética da sexualidade humana:

- Compreensão da sexualidade como uma das componentes
mais sensíveis da pessoa, no contexto de um projecto de vida que integre valores (por exemplo: afectos,ternura, crescimento e maturidade emocional, capacidade de lidar com frustrações, compromissos, abstinência voluntária) e uma dimensão ética;

- Compreensão da fisiologia geral da reprodução humana;

- Compreensão do ciclo menstrual e ovulatório;

- Compreensão do uso e acessibilidade dos métodos contraceptivos e, sumariamente, dos seus mecanismos de acção e tolerância (efeitos secundários);

- Compreensão da epidemiologia das principais IST em Portugal e no mundo (incluindo infecção por VIH/vírus da imunodeficiência humana — HPV2/vírus do papiloma humano — e suas consequências) bem como os métodos de prevenção.

- Saber como se protege o seu próprio corpo, prevenindo a violência e o abuso físico e sexual e comportamentos sexuais de risco, dizendo não a pressões emocionais e sexuais;

- Conhecimento das taxas e tendências de maternidade e da paternidade na adolescência e compreensão do respectivo significado;

- Conhecimento das taxas e tendências das interrupções voluntárias de gravidez, suas sequelas e respectivo significado;

-Compreensão da noção de parentalidade no quadro de uma saúde sexual e reprodutiva saudável e responsável;

- Prevenção dos maus tratos e das aproximações abusivas.

Ensino secundário
- Compreensão ética da sexualidade humana.

- Sem prejuízo dos conteúdos já enunciados no 3.º ciclo,sempre que se entenda necessário, devem retomar -se temas previamente abordados, pois a experiência demonstra
vantagens de se voltar a abordá -los com alunos que, nesta
fase de estudos, poderão eventualmente já ter iniciado a vida sexual activa. A abordagem deve ser acompanhada por uma reflexão sobre atitudes e comportamentos dos
adolescentes na actualidade:

- Compreensão e determinação do ciclo menstrual em geral, com particular atenção à identificação, quando possível, do período ovulatório, em função das características dos ciclos menstruais.

- Informação estatística, por exemplo sobre:
-Idade de início das relações sexuais, em Portugal e na UE;
- Taxas de gravidez e aborto em Portugal;
- Métodos contraceptivos disponíveis e utilizados; segurança
proporcionada por diferentes métodos; motivos que
impedem o uso de métodos adequados;
- Consequências físicas, psicológicas e sociais da maternidade
e da paternidade de gravidez na adolescênciae do aborto;
- Doenças e infecções sexualmente transmissíveis (como
infecção por VIH e HPV) e suas consequências;
- Prevenção de doenças sexualmente transmissíveis;
- Prevenção dos maus tratos e das aproximações abusivas.

Recomendamos ...

Arquivo do blog