Contactos Úteis


APF – ASSOCIAÇÃO PARA O PLANEAMENTO DA FAMÍLIA



AÇORES

Centro Comercial da Sé – Loja J, Carreira dos Cavalos

9700 – 167 Angra do Heroísmo

Tel: 295 62 87 85



ALGARVE

Edifício Ninho de Empresas, Estrada da Penha

8000- 273 Faro

Tel: 289 88 05 70

e-mail:apf_algarve hotmail.com



ALENTEJO

Largo Luís de Camões, nº 14

7507 Évora

Tel: 266 746 855

Email: apfalentejo mail.telepac



COIMBRA

Av. Emídio Navarro, 11 – 2º, Sala D

3000 – 150 Coimbra

Tel: 239 82 58 50

e-mail: apfcentro mail.telepac.pt



LISBOA

Rua S. Filipe Neri, 40 – r/c Esq.

1250 – 277 Lisboa

Tel: 21 383 23 92

e-mail: apflisboa mail.telepac.pt



PORTO

R. Arnaldo Gama, nº 64 – 2º andar

4000 – 049 Porto

Tel: 22 208 58 69

e-mail apfnorte clix.pt





¨ MAPS- MOVIMENTO DE APOIO À PROBLEMÁTICA DA SIDA.

Av. Cidade Hayward Blocos C1e D2.

Cave Vale Carneiros – 8000 Faro.

Telef: 289 864234





¨ Fundação Portuguesa “A COMUNIDADE CONTRA A SIDA”

Delegação da região centro

Rua Augusto Rocha, nº 6- 3000 Coimbra

Telef: 239 487006



Delegação Região Norte

Rua das Flores, nº 69- Gab.13- 4050 Porto

Telef: 223 393534



Delegação Vila Real - Centro de saúde de Vila real

Rua Gonçalo Cristóvão, nº2- R/C- 5000 Vila Real

Telef:259 322859



Delegação da Madeira

Rua dos Ferreiros, nº148- 9000 Funchal

Telef:291 227800- Telef:291 228400



Rua Andrade Corvo, nº16- 1ºEsq- 1050 Lisboa

Delegação do distrito de Setúbal

Av.5 de Outubro, nº150- 152- 2900 Setúbal

Telef:265 234545





¨ PROJECTO STOP- SIDA- Centro- Laura Aires

Rua Padre António Vieira, nº12- 3000 Coimbra

Telef: 239 828771





¨ CRIAS- CENTRO DE RESPOSTAS INTEGRADAS DE APOIO À SIDA

Av. da Imaculada Conceição, nº153- 4710 Braga

Telef: 253 261500





¨ ABRAÇO - ASSOCIAÇÃO DE APOIO A PESSOAS COM VIH/SIDA

Travessa do Noronha, nº5- 3º Dto- 1250 Lisboa

Telef: 213 974298



Rua Santa Maria, nº111- 9050 Funchal

Telef: 291 236700





¨ LIGA PORTUGUESA CONTRA A SIDA

Rua do Crucifixo, nº40- 2º-1100 Lisboa

Telef:213 225575





¨ GADS- GABINETA DE APOIO A DOENTES COM SIDA

Rua João António Gaspar, nº40

Bairro Marechal Carmona- 2750 Cascais

Telef: 214 832848









¨ LINHAS TELEFÓNICAS





“SEXUALIDADE EM LINHA”

800 222 002





Linha da “SEXUALIDADE SEGURA”

800 20 21 20





“SEXUALIDADE EM ATENDIMENTO”

APF Porto / APF Lisboa

22 200 17 98 / 21 388 89 01





S.O. S- GRÁVIDA

Telef:213 011279





LINHA SIDA

Telef:217 599943





S.O.S- SIDA

Telef:0500 1040

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Objectivo Mínimos da Ed.Sexual (por Ciclo)

1.º ciclo (1.º ao 4.º anos)

- Noção de corpo;

- O corpo em harmonia com a Natureza e o seu ambiente social e cultural;

- Noção de família;

- Diferenças entre rapazes e raparigas;

- Protecção do corpo e noção dos limites, dizendo não às
aproximações abusivas.


2.º ano
- Para além das rubricas incluídas nos programas de meio físico, o professor deve esclarecer os alunos sobre questões e dúvidas que surjam naturalmente, respondendo de forma simples e clara.


3.º e 4.º anos
- Para além das rubricas incluídas nos programas de meio físico, o professor poderá desenvolver temas que levem os alunos a compreender a necessidade de proteger o próprio corpo, de se defender de eventuais aproximações abusivas, aconselhando que, caso se deparem com dúvidas ou problemas de identidade de género, se sintam no direito de pedir ajuda às pessoas em quem confiam na família ou na escola.


2.º ciclo (5.º e 6.º anos)
- Puberdade — aspectos biológicos e emocionais;

- O corpo em transformação;

- Caracteres sexuais secundários;

- Normalidade, importância e frequência das suas variantes
biopsicológicas;

- Diversidade e respeito;

- Sexualidade e género;

- Reprodução humana e crescimento; contracepção e
planeamento familiar;

- Compreensão do ciclo menstrual e ovulatório;

- Prevenção dos maus tratos e das aproximações abusivas;

- Dimensão ética da sexualidade humana.


3.º ciclo (7.º ao 9.º anos)
- Dimensão ética da sexualidade humana:

- Compreensão da sexualidade como uma das componentes
mais sensíveis da pessoa, no contexto de um projecto de vida que integre valores (por exemplo: afectos,ternura, crescimento e maturidade emocional, capacidade de lidar com frustrações, compromissos, abstinência voluntária) e uma dimensão ética;

- Compreensão da fisiologia geral da reprodução humana;

- Compreensão do ciclo menstrual e ovulatório;

- Compreensão do uso e acessibilidade dos métodos contraceptivos e, sumariamente, dos seus mecanismos de acção e tolerância (efeitos secundários);

- Compreensão da epidemiologia das principais IST em Portugal e no mundo (incluindo infecção por VIH/vírus da imunodeficiência humana — HPV2/vírus do papiloma humano — e suas consequências) bem como os métodos de prevenção.

- Saber como se protege o seu próprio corpo, prevenindo a violência e o abuso físico e sexual e comportamentos sexuais de risco, dizendo não a pressões emocionais e sexuais;

- Conhecimento das taxas e tendências de maternidade e da paternidade na adolescência e compreensão do respectivo significado;

- Conhecimento das taxas e tendências das interrupções voluntárias de gravidez, suas sequelas e respectivo significado;

-Compreensão da noção de parentalidade no quadro de uma saúde sexual e reprodutiva saudável e responsável;

- Prevenção dos maus tratos e das aproximações abusivas.

Ensino secundário
- Compreensão ética da sexualidade humana.

- Sem prejuízo dos conteúdos já enunciados no 3.º ciclo,sempre que se entenda necessário, devem retomar -se temas previamente abordados, pois a experiência demonstra
vantagens de se voltar a abordá -los com alunos que, nesta
fase de estudos, poderão eventualmente já ter iniciado a vida sexual activa. A abordagem deve ser acompanhada por uma reflexão sobre atitudes e comportamentos dos
adolescentes na actualidade:

- Compreensão e determinação do ciclo menstrual em geral, com particular atenção à identificação, quando possível, do período ovulatório, em função das características dos ciclos menstruais.

- Informação estatística, por exemplo sobre:
-Idade de início das relações sexuais, em Portugal e na UE;
- Taxas de gravidez e aborto em Portugal;
- Métodos contraceptivos disponíveis e utilizados; segurança
proporcionada por diferentes métodos; motivos que
impedem o uso de métodos adequados;
- Consequências físicas, psicológicas e sociais da maternidade
e da paternidade de gravidez na adolescênciae do aborto;
- Doenças e infecções sexualmente transmissíveis (como
infecção por VIH e HPV) e suas consequências;
- Prevenção de doenças sexualmente transmissíveis;
- Prevenção dos maus tratos e das aproximações abusivas.

Recomendamos ...

Arquivo do blog